Militante LGBT diz que coronavírus é castigo de Deus para os cristãos conservadores”

0
134

A militância LGBT não desperdiça oportunidades de atacar cristãos conservadores em nome do progressismo, e uma nova demonstração disso está numa publicação que ironiza a pandemia do novo coronavírus, dizendo que seria um castigo divino para punir uma antiga suposição sobre o HIV.

O colunista de uma popular página ativista nos Estados Unidos afirmou que o novo coronavírus é o “castigo de Deus para os cristãos conservadores”. Mark Segal, colaborador do portal LGBTQ Nation, escreveu o artigo “Se o HIV foi o castigo de Deus para os gays, o coronavírus é um castigo para os cristãos conservadores”.

O ponto central de seu texto está numa percepção antiga – embora pouco difundida – entre parte da sociedade de que o surgimento do HIV era, de alguma forma, a punição direta de Deus pela homossexualidade.

Com essa perspectiva limitada em mente, Segal escreveu: “Deus agora deve estar zangado com as pessoas religiosas atingindo a sede das religiões do mundo com o Covid-19: Roma, sede dos católicos; Atenas, a sede da ortodoxia grega; Moscou, sede da ortodoxia russa; Londres, lar da comunhão anglicana; Meca, lar dos muçulmanos; Jerusalém, lar da fé judaica; e Salt Lake City, casa dos mórmons”.

Tentando alicerçar seu raciocínio, Segal sugeriu que São Francisco – uma cidade que “os fundamentalistas aparentemente consideram a capital do mundo LGBTQ”, escreveu ele – tem menos casos e mortes de Covid-19 do que as principais cidades internacionais que têm algum significado religioso.

“Agora vamos comparar e ver o que é a ira de Deus”, escreveu ele. “San Francisco tem menos de 1.000 casos e apenas 12 mortes. Todas as cidades-sede das principais religiões do mundo, religiões que em um ponto ou outro discriminaram a comunidade LGBTQ, têm mais casos e mais mortes do que San Francisco. San Francisco é a menos afetada de todas as cidades”, argumentou.

Os dados atualizados da última quarta-feira, 22 de abril, apontam que o condado de San Francisco, que tem 883 mil habitantes, soma 1.233 casos de infectados pelo novo coronavírus, com 21 mortes pela doença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here