Ex-militante ateísta explica por que passou a acreditar na ressurreição

Lee-Strobel

O jornalista Lee Strobel foi um militante ateísta durante muitos anos. Quando sua esposa se converteu, ele ficou determinado a provar que o cristianismo era uma “fraude”. Durante dois anos entrevistou especialistas em várias áreas, incluindo História, Teologia e Arqueologia. Ao reunir todas as evidências, chegou à conclusão que estava enganado e se rendeu ao

Evangélico, Dallagnol é criticado por dizer que “jejua e ora” pelo fim da corrupção

image

A força-tarefa da Lava Jato em Curitiba é formado por várias pessoas que não escondem sua fé cristã. O ex-presidente Lula, inclusive, já criticou que são evangélicos por falarem sobre Deus. Com a proximidade do dia do julgamento que poderá decidir o futuro de Lula, nesta quarta-feira (4), o procurador Deltan Dallagnol, usou as rede sociais para

Google ignora a Páscoa pelo 18º ano seguido e cristãos reclamam

tela_google(2)

O site de buscas Google, o mais popular do mundo ignorou pelo 18º seguido a comemoração da Páscoa. Nenhum doodle – como são chamadas as imagens comemorativas da ferramenta – fez menção à festa judaica ou à cristã, que foram comemoradas no mesmo dia. A última vez que a empresa fez alguma referência à Páscoa

Arcebispo anglicano questiona a ressurreição de Cristo e revela males da teologia liberal

arcebispo-john-davies

Um dos principais líderes anglicanos provocou polêmica ao lançar dúvidas sobre a ressurreição de Jesus, justamente no período da Páscoa. O arcebispo de Gales, John Davies, está sendo acusado de “semear confusão” sobre a história bíblica celebrada por milhões de pessoas em todo o mundo hoje. Falando sobre o sentido da Páscoa, morte e ressurreição

Porta dos Fundos ridiculariza Universal em novo vídeo

portadosfundos1

Quando o Porta dos Fundos era o canal mais assistido da internet brasileira, muitos de seus vídeos passavam de 10 milhões de visualizações. Um dos mais populares da história do canal é “Demônio”, publicado em maio de 2013, que chegou a ultrapassar 12,5 milhões. Naquele esquete, Gregório Duvivier interpretava um pastor, usando um tom de