Adolescente é convencido por pastor a desistir de suicídio em ponte

0
222

A intervenção de um pastor colaborou para impedir uma tentativa de suicídio de um adolescente na cidade de Teresina, capital do Piauí. O Corpo de Bombeiros, que havia sido acionado para a ocorrência, permitiu a abordagem.

O jovem tentante não teve sua idade revelada pelo Corpo de Bombeiros. O caso foi registrado na última quinta-feira, 06 de fevereiro, por volta das 22h00, na ponte Juscelino Kubitschek, que liga as avenidas João XXIII e Frei Serafim.

O pastor, identificado apenas como Silva e ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, conversou com o jovem e o convenceu a descer do parapeito da ponte, de acordo com informações do portal Fala Piauí.

O tentente do Corpo de Bombeiros que comandou a operação informou ainda que logo após o desfecho positivo da tentativa de suicídio, o adolescente foi levado para o Hospital Areolino de Abreu, onde recebeu atendimento.

Recorrência

Casos semelhantes vêm sendo registrados Brasil afora com certa recorrência. Um deles, em novembro do ano passado, teve desfecho positivo após um obreiro da Assembleia de Deus, que passava pelo local, acalmar a tentante.

O obreiro trafegava pela ponte Fernando Henrique Cardoso, que liga Palmas (TO) à rodovia BR-153, quando uma mulher que demonstrava desespero e dizia que saltaria para a morte terminou convencida a não atentar contra a própria vida.

Antônio Silva Vasconcelos, que atua como diácono em uma congregação da Assembleia de Deus em Palmas, relatou que passava pela ponte FHC em direção à capital do estado quando sentiu de parar.

Ao ver a mulher que aparentava ter aproximadamente 25 anos de idade, chorando, decidiu aborda-la: “Naquele momento eu parei para ver um cardume de peixes no lago e ao olhar para o lado a vi chorando demonstrando muito desespero. Foi quando decidi me aproximar e tentar convencê-la a não desistir da vida”, relatou o diácono Vasconcelos.

A jovem não quis que Vasconcelos acionasse o Corpo de Bombeiros para ajudar na situação, porém o obreiro usou um aplicativo de mensagem de forma discreta enquanto conversava com ela, e conseguiu pedir ajuda a um irmão da igreja que é bombeiro reformado. Ciente do caso, ele informou ao Resgate sobre a circunstância, e rapidamente uma equipe chegou à ponte.

Mais calma, a mulher aceitou conversar com uma psicóloga e posteriormente foi conduzida para um atendimento e depois levada para casa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here