Melhor amigo revela como Bono, do U2, entregou sua vida a Jesus na infância

0
31

O artista irlandês Derek Rowen, mais conhecido como Guggi, recentemente contou detalhes de sua infância com o melhor amigo, o vocalista do U2, Bono Vox, e falou sobre a forma como o popular rockstar chegou à sua fé em Jesus Cristo.

Guggi e Bono são amigos desde os anos 1970, porque cresceram no mesmo bairro em Finglas, no norte de Dublin, capital da Irlanda. Agora, 50 anos depois, o artista profissional e Bono ainda são melhores amigos.

Numa entrevista à imprensa na exposição “My Cup Overflows”, onde expôs seus novos trabalhos artísticos em Los Angeles, ele falou sobre os primeiros passos de Bono na fé cristã.

“Eu e Bono, não éramos como as outras crianças da rua e sabíamos que não éramos”, disse Guggi ao Religion News Service durante a exposição. “Não sabíamos o que dizer quando queriam que elencássemos nossos jogadores de futebol favoritos porque não sabíamos nenhum nome. Poderíamos ser espancados por apoiar a equipe errada ou não apoiar ninguém”, contextualizou.

Os dois criativos, no entanto, encontraram um interesse comum em desenvolver sua fé cristã – algo que o pai de Guggi, Robbie Rowen, cristão, encorajou os meninos a seguirem. Os pais de Bono eram católicos e protestantes, mas Bono foi criado na Igreja da Irlanda, uma Igreja Episcopal.

“Bono veio à sua fé através do meu pai. E eu vim à fé através do meu pai”, disse Guggi à RNS.

O cantor que ficou conhecido pela voz marcante e músicas como Sunday Bloody SundayBeautiful Day e I Still Haven’t Found What I’m Looking For perdeu sua mãe aos 14 anos e depois disso ele passou muito tempo na casa de seu amigo Guggi, absorvendo o luto. Assim, os dois acabariam comparecendo a um acampamento bíblico todos os anos seguintes.

Nos últimos anos, o vocalista do U2 tem compartilhado abertamente sua fé. Em uma série de vídeos de 2017, com David Taylor, professor de teologia e cultura no Seminário Teológico Fuller, em Pasadena, Califórnia, Bono falou sobre esses longos anos após a morte de sua mãe.

“Eu me tornei um artista através do portal da dor”, Bono disse a Taylor. “Minha mãe morreu no túmulo de seu pai. Enquanto ele estava sendo enterrado, ela teve um aneurisma. Eu tinha 14 anos”, contou.

Bono, infelizmente, expressou que sua mãe o deixou em tenra idade, mas revelou que ele é grato que ela o deixou “um artista”: “Eu comecei a jornada tentando preencher o buraco no meu coração com música, com meus amigos, meus companheiros de banda. Finalmente, a única coisa que pode preencher isso é o amor de Deus; é um grande buraco, mas felizmente é um grande amor”, contou na ocasião.

Durante uma entrevista ao programa Today em maio, Bono também aproveitou a oportunidade para compartilhar a literatura cristã que ele e sua família leram, como a coletânea de livros As Crônicas de Nárnia, do escritor C. S. Lewis, e outros similares. Para seus próprios filhos, ele disse que leem livros convencionais, mas também um inspirado na Bíblia: “Nós lemos todos os tipos de coisas, de Harry Potter à Bíblia, a versão de Eugene Peterson da Bíblia que lemos para nossos filhos”, disse ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here