Conselheiro de atletas, pastor Alexander Ribeiro fala sobre ajuda ao atacante Luan

0
95

A má fase em campo do atacante Luan, do Grêmio, vem chamando atenção da imprensa esportiva. No entanto, o que pouco se fala, é que o jogador vem tentando contornar as adversidades com a ajuda e aconselhamento de um pastor.

Rádio Gaúcha procurou o pastor Alexander Ribeiro e o entrevistou na última quarta-feira, 15 de maio, para conversar sobre o trabalho de apoio que ele tem desenvolvido junto ao atleta, que teve convocações para a Seleção Brasileira e chegou a ser eleito o Melhor Jogador da América em 2017, mas caiu de produção.

Alexander Ribeiro, que dirige a Igreja Portas Abertas, em Belo Horizonte (MG), falou sobre sua relação com o atacante do Grêmio e explicou quais são os passos que Luan tem dado para vencer o momento ruim. “Eu conheci o Luan no ano de 2016 através de um amigo em comum. Depois, no final de 2018, ele me procurou me pedindo para aconselhá-lo e, pela bondade Deus, nos focamos em orar e tirar os maremotos da vida. Ele se focou, colocou o alicerce dele primeiramente em Deus e depois em sua carreira profissional”, disse o pastor.

O atacante gremista, no entanto, não é o único que tem se aconselhado com o pastor: Nenê, do São Paulo, Romarinho, ex-Corinthians, Rever, do Atlético-MG, Bruno Cortez, do Grêmio, e Sassá, do Cruzeiro, são outros atletas com quem Alexander Ribeiro tem conversado, procurando ajudá-los em suas dificuldades.

O pastor enfatizou que não tem tido ganhos financeiros com esse trabalho feito junto aos atletas: “O ganho que eu tenho pelo Luan é gratidão. Graças a Deus, não o ajudo e nem pessoa alguma em prol de bem financeiro. Até porque aquilo que é financeiro é perecível, passa. Você pode precisar do dinheiro, mas o dinheiro não pode ser seu dono. Não estou ganhando nada para ajudar o Luan. Outras pessoas, não só jogadores de futebol, precisam de ajuda. A gente não cuida do Luan jogador, mas do Luan pessoa”.

Na entrevista, o pastor evitou entrar em detalhes sobre os problemas vividos por Luan: “Graças a Deus, ele nunca me transmitiu nada de errôneo. As lesões abalam qualquer ser humano. Ele tem o dom do futebol. Quando aconteceu sobre o pé dele, essa enfermidade, ele via o potencial de fazer, mas não tinha a qualificação de fazer”, comentou, mencionando a fascite plantar que foi diagnosticada no jogador.

Os boatos sobre abuso de álcool foram desmentidos pelo conselheiro de Luan: “Ele não bebeu, não saiu. Pelo contrário, quando o conheci no final de 2018, o conheci com foco. No período anterior, não posso afirmar. O que posso afirmar é que ele teve convicção de que precisaria se recuperar, não para ser melhor para os outros, mas para si mesmo”, reiterou o pastor.

Por fim, Alexander Ribeiro defendeu a iniciativa de Luan em excluir suas contas nas redes sociais: “Esse negócio de rede social e de Whatsapp, as pessoas esperam uma fraqueza sua para poder propagar. Infelizmente, para o ser humano, você tem prazo de validade. Você pode acertar cem vezes, mas se você errar uma, as pessoas não vão ver as cem vezes que você acertou. Hoje ele está focado, tem uma bondade nova. Então, nós temos que selecionar as palavras que nós falamos e qualificar as pessoas que nós andamos”, concluiu.

Confira a íntegra da entrevista:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here