Silas Malafaia se junta a Mourão em crítica a Olavo de Carvalho: “Só Deus pra suportar”

0
83

A influência das ideias do filósofo Olavo de Carvalho no governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) vem incomodando o pastor Silas Malafaia, assim como o vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB). E, curiosamente, colocou essas duas figuras em rota de convergência depois de alguns atritos.

Meses atrás, Malafaia criticou a postura de Mourão sobre temas que fazem a espinha dorsal do governo Bolsonaro, como por exemplo, o combate ao aborto. Na ocasião, o pastor pediu que o vice ficasse calado “para não atrapalhar”.

Agora, com Mourão sendo alvo de um pedido de impeachment apresentado pelo pastor Marco Feliciano (PODE-SP), e de críticas intensas de Olavo de Carvalho, Malafaia resolveu pender para o lado do vice-presidente.

No último sábado, 20 de abril, Olavo de Carvalho divulgou um vídeo com duras críticas aos militares: “Esse pessoal subiu ao poder, destruiu os políticos de direita e sobrou o quê?”, questionou Olavo, em referência ao Regime Militar iniciado em 1964.

Em sua conta no Twitter, o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) afirmou que “só Deus para aguentar” Olavo de Carvalho e seus seguidores, rotulados como “olavetes” por seus detratores.

A afirmação de Malafaia se seguiu a uma declaração de Mourão, que sugeriu que Olavo deixasse a política de lado, e se dedicasse “à astrologia”, uma ocupação que o filósofo mantinha décadas atrás.

Disse Malafaia: “Nisso Mourão está corretíssimo. Olavo de Carvalho deveria se ater à função de astrólogo. O resto… só Deus para suportar”.

Dias antes, o pastor não havia poupado críticas à iniciativa de Feliciano em pedir a cassação do vice-presidente: “Que estupidez é essa! Pedir o impeachment de Mourão em nada contribui para o governo Bolsonaro, pelo contrário, desestabiliza o governo. Tenho feito críticas a Mourão e discordo de muitas de suas posturas, pedir impeachment dele não tem efeito nenhum, bobagem pura!”, escreveu Malafaia no Twitter.

“A resposta a Mourão só pode ser essa: se ele continuar a fazer esse jogo de independência política em relação ao governo Bolsonaro, na reeleição, tira ele de vice, manda ele se candidatar a presidente para ver o pau que ele vai tomar. Olavetes! Parem de fazer graça para o guru”, acrescentou o pastor, alfinetando Feliciano que é um notório admirador do filósofo e escritor Olavo de Carvalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here