Pastor é brutalmente espancado por muçulmanos quando voltava de culto

0
25

Um pastor evangélico identificado apenas pelo nome Abdul, por razões de segurança, foi brutalmente espancado quando voltava de um culto em uma igreja doméstica, na Somália. Ele precisou ser levado as pressas para um hospital local, onde se recupera dos graves ferimentos.

O caso ocorreu na última sexta-feira (08), quando Abdul estava indo para a sua casa. Com 30 anos e pai de três filhos, ele contou detalhes do momento em que se deparou com um grupo de muçulmanos, da etnia somali, que já estava espreitando suas ações.

“Temos acompanhado seus movimentos e seus planos malignos de mudar os muçulmanos para o cristianismo”, disseram os agressores ao pastor no momento da abordagem, segundo informações do Morning Star News.

“Imediatamente vários assaltantes começaram a me bater com tacos de madeira e fiquei inconsciente”, disse o pastor Abdul. “Acordei e me vi cercado por vizinhos. Fui resgatado pelos vizinhos que me encontraram em uma poça de sangue”.

O pastor Abdul sempre procurou se precaver, realizando cultos em dias e horários diferentes com cerca de 30 ex-muçulmanos, convertidos a Jesus Cristo, mediante o trabalho evangelístico do pastor, que tomou sua decisão de abandonar o islamismo sete anos atrás.

Levado para um hospital de Garissa, Abdul apresentou fraturas em sua coxa e em várias partes do corpo, devido ao ataque com tacos de madeira. Ele lamentou o episódio e disse que a vida da sua família corre sério perigo.

“Além da dor nas coxas, agora sinto dor em todo o meu corpo, especialmente na cintura, nas costas e na perna esquerda perto do tornozelo”, disse o pastor.

“Eu sou quase incapaz de suportar a dor. Minha família está com muito medo e os cristãos nos localizaram em outro lugar. Nossa oração por enquanto é conseguir um lugar seguro para minha família. Minha vida e a da minha família estão em jogo”, conclui, segundo o Morning Star News.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here