Sobre vídeo com “demônio”, Edir Macedo reconhece falha em seu próprio ensino

0
49

O vídeo que viralizou nas redes sociais, onde aparece o bispo Rogério Formigoni, da Igreja Universal do Reino de Deus, entrevistando um “demônio” incorporado em uma pessoa, atingiu diretamente não apenas a imagem da IURD, como a do próprio líder da denominação, Edir Macedo.

Edir Macedo fez questão de comentar o episódio em seu programa diário, A Palavra Amiga, na última segunda-feira (11), onde ele pede perdão pelo ocorrido em nome da Igreja Universal, destacando o respeito para com as demais igrejas e líderes religiosos.

“Eu creio no trabalho dos servos do Altíssimo e eu quero aqui, diante de todos e, sobretudo, diante de Deus, pedir perdão”, disse Macedo na gravação. “Eu creio no trabalho de todas as igrejas. Todos os dias eu oro por todos os servos de Deus. Oro a Deus pelos pastores que estão conosco e pelos pastores de outras igrejas.”.

Mas não foi só isso. Macedo também reconheceu sua parcela de culpa no caso, não diretamente, mas por ser o mentor dos líderes que atuam na Universal.

“Embora eu não tenha nada a ver com isso, mas por conta da ofensa que o vídeo trouxe aos demais pastores, eu me sinto culpado. Talvez tenha faltado respeito ao trabalho dos outros”, disse ele.

“Talvez eu não tenha ensinado, não tenha falado o que tinha que ter falado para todos os pastores. Talvez tenha faltado um pouco de ética e respeito ao trabalho dos outros. Cada um tem a sua igreja, cada um tem a sua religião”, observa o líder da Universal.

Ainda assim, apesar de reconhecer o erro do bispo Formigoni, Macedo em nenhum momento refutou as palavras do suposto demônio, ao insinuar que as igrejas evangélicas citadas por ele (pelo “demônio”), estariam sob a influência demoníaca.

É possível interpretar que Edir Macedo pediu perdão, na verdade, apenas pela divulgação do vídeo e permissão concedida ao “demônio” para dizer o que disse, e não exatamente pelas mentiras contadas por ele.

Por outro lado, ao reconhecer o “trabalho dos servos do Altíssimo”, referindo-se a outras igrejas, Macedo parece dissipar essa suspeita, ainda que isto não tenha ficado claro o suficiente. Assista abaixo:

FONTE: GOSPEL MAIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here