Cristãos na Indonésia se mobilizam para orar e ajudar afetados por tsunami

0
77

A Indonésia está abalada pelo tsunami que ceifou centenas de vidas no último sábado, 22 de dezembro, e as igrejas locais têm se apresentado como um farol de esperança para os sobreviventes que foram atingidos pela tragédia de alguma forma.

A maioria da população indonésia é muçulmana, mas há certa liberdade de atuação para os cristãos do país. Uma das igrejas que se preparava para celebrar o Natal e estava reunida no momento do tsunami passou a se dedicar a oferecer ajuda aos necessitados. “Após este incidente, Deus nos deixou continuar [vivos] para servir ao povo, e esta é a melhor chance de servir. Esta é a hora de dizer que Deus está presente em Carita”, disse o pastor Markus Taekz.

A Igreja Pentecostal Rahmat, liderada por Taekz, decidiu usar a celebração do Natal para orar pelos afetados pela tragédia, embora nenhum dos 220 membros da congregação tenha sofrido ferimentos. “Essa é uma situação incomum, porque temos um desastre terrível que matou centenas de irmãs e irmãos em Banten. Então, nossa celebração está repleta de luto”, declarou o pastor, segundo informações do Daily Mail.

Até o momento, o número de mortes chega a 429. As informações iniciais indicam que o tsunami foi causado por uma erupção vulcânica no litoral do estreito de Sunda, que separa as ilhas de Sumatra e Java. As equipes de resgate

Ainda não há segurança, já que o acidente pode se repetir. Muitas famílias estão com muito medo de voltar para casa. “Estou aqui há três dias”, disse Neng Sumarni, 40, que dormia com seus três filhos e marido no chão de uma escola, com outros desabrigados ou evacuados de suas casas. “Tenho medo porque minha casa fica bem perto da praia”.

A falta de água potável e remédios dificulta a tarefa e afeta milhares de refugiados em abrigos. Crianças estão sendo diagnosticadas com desidratação e outros sintomas: “Muitas crianças estão doentes com febre, dores de cabeça e não beberam água suficiente”, disse o médico Rizal Alimin ao portal Telegraph. Ele trabalha para a ONG Aksi Cepat Tanggap, em uma escola que se transformou em um abrigo temporário. “Temos menos remédios do que o habitual [e] não há água limpa suficiente. Eles precisam de comida e as pessoas estão dormindo no chão”, acrescentou.

Um dos envolvidos no esforço de socorro, identificado apenas como Harmensyah, disse: “Entendo que alguns grupos de refugiados não consigam comida, mas o mais importante para nós é salvar vidas e evacuar os corpos antes que eles comecem a se decompor”, ponderou. A Indonésia é formada por mais de 17 mil ilhas e constantemente é atingida por ondas gigantes. Mesmo mantendo um sistema de alerta de tsunamis, em certas ocasiões não é possível evitar as tragédias.

Pastor Markus Taekz of the Rahmat Carita church is relieved none of its 220-strong congregation suffered injuries in the tsunami.Pastor Markus Taekz agradece por membros da igreja não terem sido afetados por tsunami

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here