Pastor elenca 5 motivos para terminar o namoro e evitar um casamento fracassado

0
27

Muitos casamentos podem estar fadados ao fracasso desde o começo, por incompatibilidade de ideias e propósitos dos cônjuges. Essa circunstância poderia ser evitada se, durante o namoro, os jovens fossem orientados de forma sábia e transparente.

O pastor Renato Vargens publicou uma reflexão sobre o assunto, dizendo ter “convicção de que muitos casamentos fracassam pelo fato de que no período de namoro alguns princípios não foram observados pelos namorados”.

“Acredito também que alguns casais, mediante o aparecimento de alguns ‘sinais’, deveriam interromper o relacionamento, entendendo assim que o casamento poderá agravar a crise vivenciada no período de namoro”, acrescentou.

No artigo publicado pelo portal Pleno News, “visando ajudar os jovens em seus relacionamentos”, Vargens elenca cinco sinais que podem indicar que talvez o relacionamento não deva ser levado adiante. Confira:

1-) Um namorado possessivo. Eu particularmente já vi vários relacionamentos complicados em virtude do fato de que o namorado ou a namorada, devido a um ciúme doentio, desenvolvem uma relação possessiva, dominante e sufocante. Relacionamentos deste naipe, além de doentio, contribuem para infelicidade do relacionamento.

2-) Brigas e discussões frequentes. Casais que mais discordam que concordam, que brigam por quaisquer motivos e dificilmente chegam a uma conclusão, dificilmente serão bem sucedidos no casamento.

3-) Ofensas e xingamentos. Eu volto e meia vejo casais de namorados que perderam o respeito mútuo. Se o namorado ou namorada ofende, xinga, grita e perde o controle usando palavras descabidas e de baixo calão, isso é um claro sinal de que no casamento as discussões poderão ter consequências mais graves.

4-) Mundos opostos. Se os sonhos de vocês não são os mesmos, se não existe cumplicidade na relação e se os objetivos de vida forem absolutamente distintos, promovendo assim um divórcio de “mundo” isso talvez signifique dizer que quando casarem terão problemas na relação.

5-) Jugo desigual. Para muitos dos nossos jovens e adolescentes não existe o menor problema em namorar um não cristão. Entretanto, o que talvez eles desconheçam é o ensino bíblico de que não devemos nos colocar em jugo desigual com os incrédulos (II Co 6.14). Calvino por exemplo costumava dizer que o jugo desigual era nada menos que manter comunhão com as obras infrutíferas das trevas e estender-lhes a destra de companhia.

Em outras palavras para o reformador francês, isto significava estar ligado ao mesmo tempo, lado a lado na mesma canga. É a metáfora dos bois ou cavalos que têm de andar juntos, desfrutando das mesmas práticas, porque estão presos na mesma canga. Portanto, escolher uma pessoa que compartilha da mesma fé e sonhos é fundamental para construção de um namoro equilibrado e saudável, como também o oposto poderá trazer sérios problemas num futuro casamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here