Idosa diagnosticada com câncer é curada após orações: “Temos um Deus que nos protege”

0
7

Pat é uma idosa que se dedica em cuidar de seu marido Jack e seu filho Gary. “Meu esposo não pode mais dirigir, então eu sou a única motorista. Gary é um jovem com problemas mentais. Ele mora em casa com a gente”, contou.

Em 2017 ela foi ao seu médico para um check-up disse que estava sentindo dores de cabeça há cerca de uma semana. “Ele disse que uma dor de cabeça às vezes pode ser causada por artérias carótidas bloqueadas, então sugeriu que eu fizesse um ultrassom”.

Quando ela chegou em casa, percebeu que não estava tomando a medicação para pressão arterial. “Eu guardo em uma gaveta na outra sala, mas esqueci de abrir a gaveta e retirar o remédio quando terminei a última garrafa. Eu comecei a tomar essa medicação e as dores de cabeça desapareceram”.

Só por segurança, ela manteve o compromisso do exame. Os resultados levantaram uma nova preocupação. “Eu vi na tela. Eles disseram: ‘Seu médico falará com você em 48 horas’. Então eu pensei que eles encontraram algo, mas não me preocupei”.

O ultrassom revelou um caroço no lado direito do pescoço e doía quando era pressionado. Seu médico disse que ela precisaria de uma tomografia. Mas, a idosa já havia vendido o câncer por duas vezes, então ela não estava preocupada com as notícias.

“Eu já passei por tanta coisa antes, não ia me sobrecarregar com isso. O teste cuidaria disso”. Ela orou sobre a próxima tomografia computadorizada e pediu aos amigos que orassem também. Então, no dia 20 de dezembro, quando estava em casa ao chegar de uma missão, ela ligou sua TV em um programa de TV cristão chamado Clube 700.

“Quando eu liguei eles estavam orando por pessoas, e deram uma palavra específica que descreveu exatamente a situação que eu estava enfrentando com a minha garganta”. O homem que estava orando era Pat Robertson e ele havia descrito: “Há uma condição no pescoço. Quero que você coloque sua mão no nervo onde dói. Toque sua mão agora mesmo em nome de Jesus e seja curado”.

A idosa lembra que procurou rapidamente fazer uma nova tomografia computadorizada. Ela sabia que o resultado iria glorificar a Deus. Pat fez a tomografia na semana seguinte e em poucas horas ouviu de seu médico. “Ele já havia obtido os resultados do teste e disse: ‘Não há evidência de nada lá’. E eu disse: ‘Louvado seja Deus!’”

“Foi emocionante. Foi maravilhoso! Esse é o amor de Deus. E esse é o Seu cuidado, e essa é Sua proteção para nós. Temos um grande Deus que nos cuida e protege. Ele conhece todos os detalhes íntimos sobre nós, e isso, para mim, é incrível”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here