A igreja me ajudou a ver a beleza do projeto de Deus para a família, diz ex-gay

0
13

Jason Yolt tinha 14 anos quando se deparou pela primeira vez com a pornografia homossexual até se tornar “viciado”, em suas palavras. Antes disso, ele costumava sentir atração apenas por garotas.

Hoje em dia, treze anos mais tarde, Jason está usando sua história de vida para inspirar as pessoas que enfrentaram os mesmos problemas a viver a plenitude do amor de Deus. Uma das formas é através de seu livro, If You Only Live Twice (“Se você só vivesse duas vezes”, em tradução livre).

Jason quase se deparou com a morte após sofrer um grave acidente de moto, enquanto viajava entre Camboja e Vietnã. Ele só foi encontrado por sua família dez dias depois do acidente em um hospital no Camboja. Seus ferimentos eram tão graves que um atestado de óbito já havia sido escrito.

“O fato de eu ainda estar respirando e andando é porque o autor desta história não é Jason Yolt. O verdadeiro autor é a incrível graça”, destaca o jovem. Jason afirma que a graça de Deus é “maior do que a vergonha” que sentia à respeito da homossexualidade.

O acidente teve um impacto profundo em Jason, que sentiu a necessidade de compartilhar sua luta interna com os pais enquanto estava internado. Depois de acordar de um coma de 40 dias, ele se questionou: e se eu não tivesse sobrevivido?

“E se eles descobrissem que eu não compartilhei minha luta com eles porque eu estava com vergonha, porque eu pensava que eles teriam vergonha de mim? Isso também mataria eles”, explicou Jason.

Quando o jovem contou a seus pais e seu melhor amigo sobre sua sexualidade, todos mostraram amor. Mais tarde, seu amigo cometeu suicídio e Jason descobriu após o funeral que ele também estava lutando com a atração pelo mesmo sexo.

Amor através da igreja

Foi na igreja onde Jason conseguiu encontrar um apoio inesperado, logo após confessar a homossexualidade para seu pequeno grupo.

“Quando cada um de nós derrubamos nossos muros, percebemos que não somos tão diferentes assim. Estamos todos quebrados em nossos caminhos, todos nós estamos fazendo o melhor que podemos”, concluiu na época.

O jovem conta que sua experiência na igreja o fez acreditar que na beleza do desígnio de Deus para um homem e uma mulher.

“Foi quando me senti aceito, quando soube que o projeto de Deus para a família é onde eu pertenço”, afirmou Jason. “Eu vi a beleza do homem e da mulher no casamento, em como eles se complementam, e isso me faz acreditar que esta é a forma como deveria ser”.

Jason admite que seus desejos não desapareceram completamente, mas eles não o dominam. “Eu posso não estar livre desses desejos ainda, mas esses desejos não me definem mais, pois o amor de Deus tomou conta da minha vida”.

“Eu posso não estar livre de meus desejos, mas não quero mais persegui-los. Eu posso ser aberto com os outros sobre minhas lutas porque o verdadeiro amor de Deus me encontrou”, acrescentou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here