Cristãos são mortos durante bombardeio em vila, na Síria: “Por favor, ore por nós”

0
66

Os interesses geopolíticos e religiosos que cercam a Síria têm causado centenas de mortes ao longo dos anos, e a população cristã é uma das mais afetadas. Cenário de um dos conflitos mais complexos e violentos do mundo, a população do país permanece sob tensão constante, ao mesmo tempo que tenta se adaptar aos problemas.

Um ataque recente ocorreu na última sexta-feira, na parte da noite, quando rebeldes que lutam para derrubar o regime do presidente Bashar al-Assad bombardearam uma pequena vila de cristãos, em Mhardeh.

“A única coisa que nós sentimos é luto. Por favor, ore por nós”, disse um dos sobreviventes para um jornal norueguês. O bombardeio fez diversas vítimas fatais, entre elas cinco crianças, sendo três da mesma família.

Apesar do momento de profundo sofrimento, os refugiados do conflito ainda conseguem encontrar apoio através da mobilização de alguns grupos de cristãos que atuam oferecendo abrigo, condições básicas de sobrevivência e o amor de Cristo.

“Estamos intervindo e nos mobilizando a oração. Estamos orando por esses refugiados como se fossem nossos próprios filhos e nossos próprios netos”, disse em outra ocasião Vernon Brewer, fundador da Ajuda Mundial, projeto que tem feito a diferença na região.

A intenção é testemunhar o Evangelho através do acolhimento, oferta de esperança e consolo em meio ao conflito. “Estamos tentando ser as mãos e os pés de Jesus. Não apenas salvar vidas, mas mostrar-lhes o amor de Jesus Cristo, sendo as mãos e os pés de Jesus na terra”, disse Brewer, segundo a CBN News.

A organização Portas Abertas pede aos irmãos em Cristo em todo planeta que interceda pelas vítimas do ataque, mas também pelos agressores, para que eles cheguem ao conhecimento da Verdade e sejam salvos:

“Interceda em favor dos responsáveis pelo ataque, que sejam alcançados pelo amor de Jesus”, e “peça a Deus que fortaleça os cristãos de Mhardeh, para que possam continuar testemunhando sobre Cristo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here