“Só Deus pode trazer cura à nação”, diz Luiz Hermínio na Assembleia Legislativa de SP

0
84

O apóstolo Luiz Hermínio foi convidado por autoridades e pastores para receber uma homenagem na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. No entanto, a solenidade em honra a sua atuação se tornou uma oportunidade para orar e profetizar mudanças no Brasil.

“Essa homenagem foi só uma chave para eu vir aqui”, disse Hermínio, fundador das Missões Evangelísticas Vinde Amados Meus (Mevam), a dezenas de líderes na manhã desta segunda-feira (13). “Eu vim aqui hoje como um profeta. Na Bíblia os profetas nunca mandavam chamar os reis, os reis eram quem chamavam os profetas”.

A sessão solene, presidida pela deputada estadual Rita Passos (PSD), contou com a presença de autoridades como o deputado federal Herculano Passos (MDB), deputada federal Pollyana Gama (PPS), deputado estadual Davi Zaia (PPS), vereador Vinicius Saudino (PSD), de Salto (SP) e o vereador Edson Lapa (PR), de Itajaí (SC).

O vereador Edson Lapa, que é pastor e vice-presidente do Mevam, foi o primeiro a homenagear seu companheiro de caminhada há mais de 22 anos. “Luiz tem sido um grande inspirador. Muitos aqui têm sido impactados pela mensagem que ele carrega e tem sido assim desde o princípio”, destacou.

A deputada Rita Passos propôs a sessão solene em homenagem a Hermínio por acreditar que seu testemunho de vida deve ser propagado. “São exemplos de vida, como do apóstolo Luiz Hermínio, que nós temos que ver e falar: ‘olha como dá resultado’”, observa.


A sessão solene na Alesp foi presidida pela deputada estadual Rita Passos. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Correa)

Ambiente de decisões

Em seu discurso, Luiz Hermínio declarou que a Assembleia Legislativa, onde homens e mulheres fazem decisões sobre o futuro da sociedade, é um ambiente profético. “Deus governa onde Ele é adorado. Deus não é evangélico. Ele é Deus de toda a Terra”, destacou.

Hermínio reconhece que todos os meios da nação brasileira estão comprometidos, seja judiciário, executivo, legislativo e até mesmo eclesiástico. “Os homens vão perdendo a autoridade porque falam uma coisa e fazem outra. O Senhor quer nos alinhar entre a nossa boca e nosso coração”, disse o apóstolo.

Em alerta aos líderes, ele completou: “Deus só tem um motivo para dar uma cadeira de autoridade: para você ser voz de quem não tem [voz]. Mas autoridade se exerce em favor do outro, e não sobre o outro. Só o autor pode dar autoridade. Você pode ser eleito para estar nessa cadeira, e não ter autoridade de Deus”.

Luiz observa que na história, sempre houve integração entre Igreja e Estado. “Muitas gerações se perderam porque a igreja se tornou política, ou a política se tornou eclesiástica. O trabalho da igreja é influenciar — por menor que ela seja — e dar condição de fundamento espiritual”.


Luiz Hermínio em discurso na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Correa)

O apóstolo também destacou que somente Deus pode provocar mudanças no Brasil. “A cura desta nação não vem da direita, da esquerda ou do centro; vem de cima. Só Deus pode trazer cura à nação brasileira. Eu não estou falando de religião, na verdade Deus não é religioso. Deus é Santo”, afirma.

Falando sobre o mau uso da autoridade, Hermínio explicou que existem consequências quando leis injustas são aprovadas por políticos. “Quando um homem peca, Deus trata com esse homem. Mas quando um homem que tem uma caneta na mão e cria leis injustas, mexendo na realidade da criação, Deus já não trata mais com esse homem, mas sim com a terra. A Bíblia chama isso de iniquidade, que é a legalização de um pecado”, instrui.


Luiz Hermínio foi homenageado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Correa)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here