Marco Feliciano avisa STF: “a sociedade brasileira é contra o aborto”

0
40

Nesta terça-feira, o deputado federal Marco Feliciano (Pode-SP) se manifestou contra a descriminalização do aborto na Câmara dos Deputados e explicou que não é papel do Supremo Tribunal Federal (STF) legislar. “Acho uma tamanha insensatez um debate como esse no STF, afinal de contas, quem legisla não é o Judiciário”, disse ele.

Segundo o deputado, o que está em questão na ADPF (Arguição de Preceito Fundamental) é a “da cultura da morte”. “Esta casa tem em si o desejo de manter aquilo que pensa a população brasileira, e a população pensa na vida desde a concepção”, defendeu. Ele também lembrou que 80% da sociedade, como cristã, “é contra o aborto, seja ele em que estágio da vida for”.

Feliciano ressaltou que está acompanhando o debate e que percebeu que há uma tendência até mesmo por parte dos juízes em defender o aborto. “Nós estamos atentos e queremos saber como esta casa vai reagir caso eles criem uma jurisprudência”, abriu a questão.

Segundo o deputado “infelizmente, em nosso país, existe esse tipo de situação. Quando o parlamento não faz a parte dele, as pessoas tentam levar para o Supremo e judicializar”, explicou.

Feliciano se referiu à insistência do PSOL: “Eles estão tentando encontrar uma brecha na lei para poder votar naquilo o que a sociedade brasileira não aceita. Não à cultura da morte e não ao aborto. Deixo aqui essas palavras registradas”, concluiu.

Assista!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here