Governo socialista da Bolívia quer “regulamentar” dízimos

0
47

 

Após as tentativas fracassadas de mudar o Código Penal da Bolívia para cercear o trabalho de evangelização das igrejas evangélicas, o partido de Evo Morales apresentou uma proposta para “regulamentação” de dízimos e ofertas.

A legislação criada pelo deputado Sergio Choque, do Movimiento Al Socialismo (MAS), foi criticada pelo presidente da Associação de Igrejas Cristãs Evangélicas de Cochabamba, pastor Eloy Lujan.

“Nos próximos dias teremos um encontro com a associação nacional e com a liderança das Igrejas Departamentais Unidas para tomar uma posição, mas queremos dizer desde já que rejeitamos este tipo de iniciativa”, disse o pastor.

Ele exigirá uma entrevista com o governo para saber qual é o “propósito real” dessa lei. Lembrou ainda que a Bolívia é um país laico e não deveria se intrometer nas atividades das igrejas. Destacou que esta não é a primeira vez que Morales e seus aliados fazem tentativas de violar a Constituição.

O deputado Choque justificou que seu projeto visa “acompanhar” as entradas através de dízimos, pois recebeu denúncias de “má administração”. Com informações de El Dia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here