Muçulmanos ameaçam cristãos de morte dentro de campo de refugiados

0
38

Cristãos iranianos foram brutalmente atacados por muçulmanos, que os ameaçaram de morte com facas e com gasolina, em um campo de refugiados na Grécia. Dois deles ficaram gravemente feridos e foram encaminhados a um hospital.

Segundo relatou a Missão 222, que ajuda ex-muçulmanos convertidos a Cristo, as agressões ocorreram enquanto um pequeno grupo realizava um estudo bíblico no Campo de Refugiados de Koutsochero. Os iranianos vieram da Turquia para a Grécia, em busca de asilo. A presença de cristãos atraiu a atenção dos muçulmanos que vivem no local.

“Eles foram ameaçados com facas e espancados. Dois cristãos acabaram hospitalizados. As duas mulheres e duas crianças pequenas que estavam no estudo também foram ameaçadas. Gasolina foi derramada na barraca. Eles foram chamados de ‘infiéis’, enquanto os agressores os mandavam saírem do acampamento”, disse um representante do 222.

Os missionários acreditam que o ataque partiu de outros iranianos. Após uma queixa formal à polícia, as vítimas foram transferidas para uma casa em outra parte da cidade. Ninguém foi responsabilizado ou preso.

Claire Evans, líder regional da International Christian Concern, que monitora a perseguição a cristãos, disse que os muçulmanos que decidem seguir a Jesus sempre enfrentam grandes riscos.

“Os ex-muçulmanos muitas vezes são rejeitados e violentamente perseguidos por seus próprios familiares e amigos, que os consideram apóstatas. Frequentemente eles precisam fugir de suas casas e começar a vida do zero em outro lugar. Não é coincidência que esses cristãos em Koutsochero tenham sido escolhidos pelos muçulmanos do local”, disse Evans.

Ela ressalta que esse não é um caso isolado e que as autoridades têm dificuldades para controlar o que ocorrem nos campos de refugiado, onde as minorias frequentemente são agredidas pelos islâmicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here