Igreja na Irlanda proíbe filhos adotados por casais gays de serem batizados

igreja-presbiteriana-na-irlanda

A Igreja Presbiteriana na Irlanda adotou diretrizes que impedirão qualquer pessoa que viva em um relacionamento gay torna-se membro. Estabelece ainda que os filhos de casais do mesmo sexo não podem ser batizados.

A Igreja Presbiteriana irlandesa cortou também as relações históricas com a Igreja Presbiteriana da Escócia, a quem era ligada há cerca de 500 anos, devido à postura liberal em relação à sexualidade adotada pelos líderes escoceses.

A decisão foi tomada na última sexta-feira (8), após um amplo debate na Assembleia Geral da Irlanda, com a decisão tomada em Belfast atingindo seus 220 mil membros na Irlanda do Norte e na República da Irlanda (Sul).

A nova diretriz, esmiuçada em um relatório pelo comitê de doutrina da Igreja, afirma: “À luz de nossa compreensão das Escrituras e do entendimento da Igreja sobre a profissão de fé, está claro que casais do mesmo sexo não estão aptos a serem membros plenos, nem qualificados para receber o batismo de seus filhos. Acreditamos que sua conduta exterior e estilo de vida estão em desacordo com uma vida de obediência a Cristo”.

Parte dos líderes afirmam que essa é uma questão “altamente sensível” e pediu que as novas regras não fossem obrigatórias. No entanto, a maioria argumentou que a Igreja precisava esclarecer sua posição de que não era a favor de relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo.

Os casais gays, que assim desejarem, poderão continuar frequentando a igreja, apenas ficam impedidos de ser membros e assumir cargos de liderança. A tradição presbiteriana é o batismo infantil, mas os filhos dos casais homoafetivos poderão ser batizados assim que tiverem idade suficiente para fazerem a declaração de fé. Com informações BBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *