Cantora testemunha como a música gospel transforma vidas

Jen_Ledger_RTR

A baterista da banda de rock cristão Skillet, Jen Ledger, falou recentemente em um programa de rádio pela web sobre sua incursão na carreira solo como cantora.

Tendo começado a tocar bateria aos 14 anos, a inglesa mudou-se para os EUA, onde conheceu os membros da banda e tornou-se um membro aos 18. Durante a infância, ela frequentou a igreja com sua família, mas afirma que não entendia o evangelho verdadeiramente. À medida que foi amadurecendo, passou a notar como havia muitos cristãos hipócritas, que não tinham uma vida coerente com a fé que professavam.

“Eu rejeitei a religião e saí daquele meio”, explica. As coisas mudaram quando ela viu a transformação na vida de seu irmão, que havia se convertido e começou a testemunhar para todos na família sobre Jesus. Depois de algum tempo, todos entregaram suas vidas ao Senhor.

“Foi quando tudo se tornou real para mim e deixei de ser uma religiosa para ser cheia do espírito, passando a ser guiada por ele”, comemora Ledger.

Com o Skillet, ela teve a oportunidade de se apresentar em várias partes do mundo, falando sobre Jesus para pessoas que não conheciam a Deus, estavam apenas querendo se divertir em um concerto musical.

Ela destaca como a música gospel é capaz de transformar vidas através da mensagem de suas letras. “Havia um casal que era produtor de pornografia e ouviu a nossa música. Eles passaram a acompanhar a banda e prestarem atenção nas letras”, lembra. “A mulher teve uma experiência de novo nascimento. Decidiu abandonar a indústria [pornô] e através do seu testemunho, o esposo também veio a Cristo.”

Esse casal deixou para trás aquela vida e criou uma organização “que ajuda outras pessoas a sair desse meio e conhecer Jesus”, comemora a cantora. Ela não tem dúvida que esse é apenas um pequeno exemplo de como as pessoas podem ser impactadas com a arte feita pelos cristãos.

Jen disse acreditar que Deus a colocou na indústria do entretenimento para ser um farol, um exemplo positivo em meio a dezenas de pessoas conhecidas que não estão seguindo o caminho de Deus.

“É somente pela graça e bondade do Senhor que conseguimos fazer as coisas”, insiste. “Ao mesmo tempo, é algo incrível ver como Deus nos permite fazer música que ele usará para gerar mudanças em tantas vidas.”

Para Ledger, a cultura precisa ser influenciada pelos cristãos. Falando sobre a indústria do entretenimento, onde os atores de cinema e TV, além dos cantores, causam tanto impacto na vida das pessoas, ela acredita que faltam “bons modelos”, artistas que não falem apenas sobre sexo, drogas e um estilo de vida vazio. Com informações CBN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *