Pastor Marco Feliciano revela que sua filha Karen foi convidada para fazer Malhação, mas recusou

karen

“Imagine uma menina bonita, tendo a oportunidade da vida, e não querer”. Com essa frase o pastor Marco Feliciano (PSC-SP) revelou que sua filha, Karen, recusou um convite para iniciar uma carreira de atriz na novela Malhação, da TV Globo.

“A minha filha mais velha, já foi convidada para fazer programa de televisão, recebeu um convite pra trabalhar na Malhação, pra dar entrevista em revistas, eu disse ‘filha quer aproveitar’, e ela disse ‘papai eu sou modelo de Jesus, não sou modelo pro mundo’”, testemunhou o pastor, durante uma pregação do Congresso Gideões Missionários da Última Hora.

A pregação do pastor abordava a importância de fazer sacrifícios pela vida dos filhos, e Feliciano contou que, uma vez, quando Karen tinha oito anos de idade, ele a questionou se ela gostava de ir à Igreja: “Um dia cheguei em casa, sentei com ela, e resolvi perguntar: ‘Filha, está tudo bem na igreja?’. Ela respondeu ‘Está, papai’. E eu falei ‘você gosta de ir à igreja?’. Criança é muito sincera, e ela disse: ‘Mais ou menos, papai’. ‘Porque?’. ‘Ah, eu não entendo nada, chego lá é aquela gritaria, os diáconos mandam a gente sair da cadeira, sentar no colo da mãe, tratam a gente de qualquer jeito. Eu, se pudesse, ficava em casa’”, contou o pastor.

De acordo com o relato do pastor, ouvir isso de sua filha o afligiu: “Gente, me deu um desespero… À noite eu fui orar e falei ‘Jesus, eu ganho o filho dos outros pra Ti e estou perdendo a minha filha?’ E eu comecei a orar […] Li Lucas 2 e o Senhor me mostrou que eu tinha feito [sacrifício] só pela metade”, acrescentou.

“Eu apresentei ela a Deus mais não tinha colocado um sacrifício no altar, pela minha filha”, disse o pastor, acrescentando ao testemunho, relatos de colegas de ministério que perderam filhos para as drogas e depressão.

Sem detalhar o valor ofertado, “para não escandalizar”, Feliciano disse que “você não faz o sacrifício porque quer, mas você faz porque precisa fazer […] o sacrifício abre a porta do milagre, mas ninguém faz porque quer mais faz porque precisa”.

Nesse contexto, o pastor Marco Feliciano contou que hoje suas “filhas servem a Deus na pureza de Sua santidade”, e vivem a fé que ele prega por convicção: “São meninas bonitas, quem acompanha pelo Facebook sabe como elas são. Elas são tementes”, concluiu.

Assista ao testemunho do pastor:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *