“Cor de Sangue”: Londres acende luzes vermelhas para protestar contra a perseguição religiosa

olho-de-londres

O Palácio de Westminster, o ‘London Eye’ (‘Olho de Londres’) e outros pontos conhecidos da capital inglesa foram iluminados com a “cor de sangue” na noite da última quarta-feira, em memória das milhões de pessoas perseguidas por causa de sua fé, em todo o mundo.

A emblemática Casa do Parlamento Britânico uniu-se a igrejas históricas, como a Abadia de Westminster, a Catedral de Westminster, a Catedral Ortodoxa Copta de São Jorge e a dezenas de outras que são marcos do Reino Unido para serem iluminadas de vermelho e lembrar do sofrimento daqueles que sofrem perseguição religiosa.

Líderes muçulmanos, judeus e cristãos participaram da campanha chamada “Quarta-feira Vermelha”, organizada pela pela missão “Apoio à Igreja Necessitada” (ACN), para denunciar a falta de liberdade religiosa em todo o mundo.

Um relatório do Departamento de Estado dos EUA descobriu que 76% da população mundial vive sob altos níveis de perseguição religiosa.

A campanha usou um ônibus de dois andares que passou por diversos pontos de Londres, visitando o Centro Islâmico Imam Khoei e a Sinagoga Liberal Judaica no Norte de Londres, antes de parar na Catedral de São Paulo e terminar na Praça do Parlamento.

Líder da Comunhão Anglicana Mundial, o arcebispo Justin Welby destacou a importância de que a Inglaterra se posicione firmemente contra a perseguição religiosa.

“Ter paz entre as crenças significa um compromisso compartilhado com o amor, a verdade e a dignidade humana. Que Cristo nos dê graça para dar um exemplo #RedWednesday”, destacou.

O patriarca ortodoxo sírio de Antioquia e todo o Oriente, Inácio Aphrem II, disse que a visão era “uma lembrança de que o martírio ainda está aqui conosco e estará sempre conosco”.

Ele disse ao Christian Today: “Cristãos e pessoas de outras religiões estão sendo perseguidos em todo o mundo e muito pouca atenção é dada a isso pelos políticos e pelos governos”.

“É importante que as pessoas que estão perpetrando a violência em nome da religião contra pessoas de outras religiões sejam punidas pela justiça e ordenadas que parem com isso, para que outras gerações não façam a mesma coisa”, destacou.

Fora da sinagoga da Sinagoga Liberal Judaica, John Pontifex, porta-voz da ‘ACN’, disse ao Christian Today que era fundamental que muçulmanos, judeus e cristãos protestassem contra a perseguição religiosa.

“A violência que é realizada em nome da religião não deve ser ser aceita. Precisamos trabalhar juntos para acabar com essa violência”, destacou. “A intenção da Quarta-Feira Vermelha é derramar uma luz vermelha sobre a cidade por todos aqueles que pagaram com seu sangue, o preço de não renunciar sua fé”.

Conhecida como "Olho de Londres", a famosa roda gigante se iluminou de vermelho, abraçando a campanha. (Foto: London Is Cool)Conhecida como “Olho de Londres”, a famosa roda gigante se iluminou de vermelho, abraçando a campanha. (Foto: London Is Cool)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *