Eduardo Cunha é preso em Brasília, com mandado do juiz Sérgio Moro

0
77
CUNHA1 BSB DF NACIONAL 02/03/2015 EDUARDO CUNHA/ENTREVISTA O presidente da Camara dos Deputados, Eduardo Cunha concede entrevista a imprensa para falar sobre o uso de passagens aereas para conjuges dos parlamentares, no salao Verde da Casa, em Brasilia. Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADAO

Nesta quarta-feira (19), o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi preso, em Brasília. Agora, o deputado cassado será conduzido para Curitiba (PR) e deve chegar à capital paranaense no fim desta tarde.

A ação foi executada após o Juiz Sérgio Moro expedir na última terça-feira (18), um mandado de prisão preventiva de Cunha, o que pode deixá-lo detido por tempo indeterminado.

Em setembro (2016), Cunha já havia perdido seu mandato de deputado federal, após ser cassado pelo plenário da Câmara. Com a cassação, Cunha perdeu o foro privilegiado, que lhe daria o direito de ser julgado no Supremo Tribunal Federal (STF)


Processo

O juiz federal Sérgio Moro retomou na última quinta-feira (13) o processo que corria contra Cunha no STF. A ação penal trata da existência de contas na Suíça em nome do ex-deputado.

Cunha também é acusado de receber propinas por causa do contrato de exploração de Petróleo no Benin, África, e de usar contas na Suíça para depositar e lavar o dinheiro. Na última segunda-feira (17), Sérgio Moro intimou Cunha e deu 10 dias para que os advogados do ex-presidente da Câmara protocolassem defesa prévia.

O STF já havia aceito a denúncia, então Moro apenas vai prosseguir com o julgamento do caso, partindo do mesmo ponto onde o processo parou na Suprema Corte.

Após Cunha ser cassado e perder seu mandato de deputado federal, o processo foi transferido para a 13ª Vara da Justiça Federal no Paraná.

Sem foro privilegiado, toda a ação penal contra o ex-deputado deve correr nos mesmos trâmites que o Judiciário teria no caso de qualquer outro cidadão.

A esposa de Cunha, Cláudia Cruz já responde pelos crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas na Justiça Federal do Paraná.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here