Monthly Archives: fevereiro 2016

Marisa Lobo é condenada a pagar indenização a conselheiros do CRP

marisa-lobo1

O 11º Juizado Cível Especial de Curitiba (PR) condenou a psicóloga cristã Marisa Lobo a pagar uma indenização por danos morais aos membros do Conselho Regional de Psicologia que participaram de seu julgamento. A profissional foi processada por ter afirmado durante entrevista no programa “Vejam Só”, na RIT TV, que foi vítima de um julgamento

Malafaia e procurador denunciam erotização de crianças nas escolas

photo_2016-02-29_12-07-52

O programa Vitória em Cristo, que foi ao ar neste sábado (27) trouxe uma entrevista com o procurado da República Guilherme Schelb.  Apresentado pelo pastor Silas Malafaia, a tônica foi uma série de denúncias sobre a maneira como as crianças estão sendo submetidas na sala de aula a ensinamentos que envolvem sexo. O procurador deixou

Ex-Femen, Sara Winter se converte ao Evangelho: “Quem iria dizer não para Jesus?”

Sara Winter, a ex-integrante do Femen – movimento que defende um ponto de vista extremista do feminismo – se converteu ao Evangelho durante sua participação no fórum Desconstruindo a Ideologia de Gênero. O evento, realizado em Curitiba, foi organizado pela psicóloga Marisa Lobo. Como convidada, Sara Winter compartilhou o que acumulou de conhecimento sobre o

Idosa de 100 anos costura mais de mil vestidos infantis e doa para missões na África

Uma idosa costureira dedica seu tempo livre para confeccionar vestidos infantis e doá-los a uma organização cristã sem fins lucrativos que atua em 47 países africanos e outros 31 em diferentes continentes. Lillian Weber, 100 anos, tornou-se alguém dedicado a ajudar o próximo há seis anos, quando ela havia decidido que confeccionaria mil vestidos para

Pastor desaconselha cristãos a verem “Deadpool”.

Listando uma série de motivos que justificam a recusa ao filme, Piper cita uma lição deixada por Jesus para que “Deadpool” seja ignorado: “Se teu olho direito te faz pecar, arranque-o e jogue fora (Mateus 5.28-29)”. A partir daí, Piper critica a nudez presente no filme, pois ela – inevitavelmente – desperta desejos e cobiça,